Retração da arcada superior com ancoragem esquelética e controle da rotação do plano oclusal: relato de dois casos clínicos

Por Administrador

Edição V20N02 | Ano 2021 | Editorial Caso Clínico | Páginas 97 até 114

Marcel Marchiori Farret

OBJETIVO: O uso da ancoragem esquelética para retração da arcada superior está se tornando comum nos tratamentos ortodônticos. Essa opção de tratamento reduz os efeitos colaterais da mecânica convencional, reduz a necessidade de cooperação do paciente e permite a correção de alguns problemas sem extração de dentes superiores em área estética, como os primeiros pré-molares. No entanto, muitos aspectos devem ser abordados na biomecânica para se evitar efeitos indesejáveis e resultados insatisfatórios. MÉTODO: Nesse contexto, no presente artigo são discutidos os principais aspectos relacionados ao sistema de forças durante a retração dos dentes superiores com dispositivos de ancoragem esquelética, e são apresentados dois casos em que a rotação do plano oclusal superior e o torque dos dentes anteriores superiores foram controlados de maneiras distintas, para se obter um bom resultado ao fim do tratamento. RESULTADO: Em ambos os casos, foi obtida uma boa oclusão, com resultados estéticos e funcionais adequados.

Ortodontia. Procedimentos de ancoragem ortodôntica. Má oclusão Classe II de Angle.

Farret MM. Retraction of the upper arch with skeletal anchorage and control of the occlusal plane rotation: Two case reports. Clin Orthod. 2021 Apr-May;20(2):97-114.