Titulação nos tratamentos com aparelhos intraorais para SAOS

Por Administrador

Edição V19N04 | Ano 2020 | Editorial Distúrbio Respiratórios e a Ortodontia | Páginas 70 até 78

Jorge Faber

O tratamento com aparelhos intraorais (AIOs) não se restringe à instalação do aparelho. O adequado tratamento envolve uma fase ativa, durante a qual se estabelece uma posição cada vez mais anteriorizada da mandíbula. Esse processo é denominado titulação e pode compreender de semanas a meses, dependendo da severidade do caso, de eventuais dores como efeito colateral do tratamento, e da adesão do paciente. Dois pontos devem ser considerados durante a fase inicial de titulação do aparelho: um é como o paciente irá iniciar o uso do aparelho, também chamado de adaptação inicial; outro é a magnitude de avanço mandibular que deve ser aplicada ao aparelho na sua confecção, denominado de avanço inicial. A experiência do autor mostra que os pacientes têm mais facilidade para realizar a adaptação inicial se forem instruídos a introduzir o uso do AIO de forma gradual, aumentando progressivamente a amplitude de movimento das articulações temporomandibulares. O avanço inicial é determinado no dia em que se realiza o registro da mordida em protrusão e não deve ultrapassar de 40 a 50% do avanço máximo. A partir do momento que o paciente inicia o uso do aparelho por toda a noite, avanços incrementais devem ser instituídos até se atingir a posição candidata à posição ideal. A adequada titulação do aparelho intraoral para trata- mento da SAOS é fundamental para se obter o melhor equilíbrio entre adesão do paciente e magnitude de avanço mandibular, que, por sua vez, tem correlação direta com a efetividade da terapia.

Síndrome da apneia obstrutiva do sono. Aparelho intraoral. Titulação.

Faber J. Titration in treatments with intraoral appliances for OSAS. Clin Orthod. 2020 Aug-Sept;19(4):70-8.