Avaliação da deformação de cadeias elastoméricas submetidas a diferentes meios de descontaminação

Por Administrador

Edição V18N05 | Ano 2019 | Editorial Artigo Original | Páginas 86 até 97

Fernanda Silva Mattos, Fernando César Torres, Tarcila Trivino, André Luiz Ferreira Costa, Cláudio Fróes Freitas E Acácio Fuziy.

OBJETIVO: o objetivo do presente trabalho foi avaliar a deformação elástica de 14 marcas comerciais submetidas a diferentes meios de descontaminação estirados por 7, 14, 21 e 28 dias. MÉTODOS: três elos de cada elástico foram cortados e mensurados com paquímetro digital para a individualização do estiramento de 50% do tamanho original. Das 20 amostras de cada fabricante, 5 foram diretamente colocadas no template (controle), 5 foram imersas em ácido peracético a 0,2%, 5 foram friccionadas com álcool 70% e 5 foram autoclavadas (121°C / 1 atm / 30 minutos). As amostras permaneceram estiradas no template em saliva artificial a 37°C. Para cada tempo, os elásticos foram removidos, aferidos e descartados. Os dados obtidos foram submetidos à análise estatística (5%). RESULTADOS: observou-se diferença estatisticamente significativa entre as marcas, os meios de descontaminação e os tempos; assim como entre as possíveis interações entre os grupos. As marcas que melhor se comportaram foram a TP Orthodontics e a GAC, seguidas pela Rocky Mountain, American Orthodontics, Orthometric e Aditek, Aditek e Eurodonto, Dentaurum-Tecnident-Ormco-OrthoOrganizes, Abzil-Ormco e OrthoOrganizes, Morelli e Uniden. Verificou-se que o ciclo em autoclave teve compor- tamento semelhante à saliva artificial, alterando menos as propriedades dos elásticos. A deformação plástica foi proporcional ao tempo de estiramento. CONCLUSÃO: existe deformação plástica variando de acordo com a marca, aumentada em função do tempo e influenciada pelo meio de descontaminação utilizado.

Desinfecção, Esterilização, Ortodontia corretiva,

Mattos FS, Torres FC, Trivino T, Costa ALF, Freitas CF, Fuziy A. Avaliação da deformação de cadeias elastoméricas submetidas a diferentes meios de descontaminação. Rev Clín Ortod Dental Press. 2019 Out-Nov;18(5):86-97.