Terceiro molar não irrompido deve receber atenção especial do ortodontista! Como?

Por Administrador

Edição V18N05 | Ano 2019 | Editorial Controvérsias na Ortodontia | Páginas 144 até 154

Alberto Consolaro, Mauricio De Almeida Cardoso, Omar Hadaya.

Deixar um terceiro molar não irrompido nos ossos maxilares é uma decisão adequada? Indicar a remoção de terceiros molares não irrompidos requer esclarecimento e convencimento do paciente sobre suas possíveis consequências. A remoção dos terceiros molares não irrompidos é muito importante no tratamento ortodôntico, pois promove um alívio de tensões nos maxilares e representa uma indicação para contribuir com a não ocorrência de reabsorções radiculares induzidas ortodonticamente. Quando o paciente já se apresenta com reabsorções radiculares, providenciar a remoção desses dentes é altamente indicado, para que essas reabsorções fiquem inativas e os dentes, acomodados nos maxilares, livres de tensões por falta de espaço e forças residuais do crescimento e/ou geradas nas funções mastigatórias. Os terceiros molares irrompidos ou não irrompidos devem fazer parte da avaliação e soluções terapêuticas do ortodontista!

Terceiro molar não irrompido deve receber atenção especial do ortodontista! Como?

Consolaro A, Cardoso MA, Hadaya O. Terceiro molar não irrompido deve receber atenção especial do ortodontista! Como? Rev Clín Ortod Dental Press. 2019 Out-Nov;18(5):144-54.