APM/FLF no tratamento da Classe II em adulto: 8 anos de acompanhamento

Por Administrador

Edição V17N02 | Ano 2018 | Editorial Caso Clínico | Páginas 58 até 71

Anderson Capistrano, Juan Érico Xerez, Stenyo Tavares, Daniela Borba, Renata Rodrigues de Almeida Pedrin

O tratamento das más oclusões dos indivíduos Padrão II, Classe II representa um desafio clínico diário, pela sua alta prevalência clínica. No entanto, muitos dos métodos utilizados para o seu tratamento têm sua aplicação bastante restrita em pacientes adultos com mutilações dentárias. O presente artigo tem como objetivo demonstrar, por meio de um caso clínico com acompanhamento pós-tratamento de 8 anos, a eficácia da abordagem individualizada, integrando a escolha dos braquetes com a utilização de um propulsor mandibular rígido (APM/FLF). O tratamento foi realizado em uma paciente adulta, sexo feminino, 27 anos e 5 meses de idade, Padrão II, Classe II com sobressaliência e sobremordida aumentadas, incisivos inferiores inclinados para vestibular e perdas dos seguintes elementos dentários: 16, 15, 35, 45 e 46. Ao fim do tratamento, a paciente apresentava uma oclusão de Classe I com sobremordida e sobressaliência corrigidas à custa de uma suave retroinclinação dos incisivos superiores e aumento da inclinação vestibular dos incisivos inferiores, resultado compensatório esperado para a região anterior das arcadas. A associação de braquetes individualizados que respeitam as compensações naturais dos dentes — que são inerentes ao padrão morfológico da face e, obviamente, influenciadas pela relação sagital entre as arcadas — mostrou-se bastante eficaz na produção dos resultados almejados e, em longo prazo, mostrou um excelente potencial de estabilidade.

Capistrano A, Xerez JE, Tavares S, Borba D, Pedrin RRA. APM/FLF no tratamento da Classe II em adulto: 8 anos de acompanhamento. Rev Clín Ortod Dental Press. 2018 Abr-Maio;17(2):58-71. DOI: https://doi.org/10.14436/1676-6849.17.2.058-071.art