Extração de primeiros molares permanentes no tratamento ortodôntico: relato de caso

Por Administrador

Edição V12N06 | Ano 2013 | Editorial Caso Clínico | Páginas 62 até 71

Fabrício Pinelli Valarelli, Mayara Paim Patel, Tatianne Silva de Sá Mendes, Cláudia Cristina da Silva, Daniela Olivia Ferrari Carvalho

Introdução / A literatura demonstra que, tradicionalmente, os pré-molares são os dentes de escolha para extração em casos de má oclusão de Classe I com severo apinhamento, devido à sua localização e tamanho compatíveis com a maioria das discrepâncias de espaço, além de uma fase de retração mais curta. Contudo, extrações alternativas podem ser realizadas, visando solucionar não apenas a falta de espaço, mas também o comprometimento dentário. Molares acometidos por cárie ou doença periodontal podem ser extraídos para a correção dessa má oclusão, ao invés de pré-molares saudáveis. / Objetivo / Sendo assim, o objetivo desse artigo é apresentar e discutir um caso clínico no qual um paciente do sexo masculino apresentando má oclusão de Classe I com severo apinhamento anterossuperior e inferior, que foi submetido ao tratamento com aparelho fixo corretivo. / Métodos / Com o tratamento, foram realizadas as extrações de primeiros molares comprometidos. / Resultados / Ao final do tratamento, observou-se resultados favoráveis e uma estabilidade do tratamento satisfatória após dois anos. / Conclusão / Extrações atípicas podem ser uma opção diante do diagnóstico inicial de cada paciente.