Reabsorção interna não tem como ser induzida pelo tratamento ortodôntico: a causa é o traumatismo dentário!

Por Administrador

Edição V12N06 | Ano 2013 | Editorial Controvérsias na Ortodontia | Páginas 102 até 106

Alberto Consolaro, Renata Bianco Consolaro

Os odontoblastos “revestem” a parede interna da dentina, protegendo-a da ação dos clastos que a reabsorveriam por possuir proteínas antigênicas que “deveriam” ser eliminadas. Quando pequenas partes da camada odontoblástica são deslocadas para o interior da polpa por forças súbitas e abruptas do traumatismo dentário, as áreas de dentina exposta ao tecido conjuntivo pulpar que permaneceu vital podem induzir a reabsorção interna. As forças do movimento ortodôntico são muito menores e dissipantes, sem capacidade de induzir esse tipo de lesão na camada odontoblástica e, por consequência, esse não está relacionado entre as causas de reabsorção interna. As reabsorções internas antes, durante e após o tratamento ortodôntico devem ser encaminhadas para o endodontista e explicado ao paciente que a causa foi o traumatismo dentário — em geral do tipo concussão —, na maioria das vezes, esquecido por parte do paciente ao longo do tempo.