Influência da cor da máscara facial de Delaire na atratividade estética

Por Administrador

Edição V12N03 | Ano 2013 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 72 até 76

Matheus Melo Pithon, Caio Sousa Ferraz, Gabriel Couto de Oliveira, Adrielle Mangabeira Santos, Matheus Souza Campos Costa, Amir Felipe Souza dos Santos, Felipe Santos Couto, Raildo da Silva Coqueiro

Objetivo: avaliar a atratividade estética de máscaras faciais do tipo Delaire de diferentes cores. Métodos: oito cores de máscaras faciais ortopédicas do tipo Delaire foram avaliadas. As imagens foram obtidas de um mesmo paciente e padronizadas por meio do editor de imagens Adobe Photoshop CS. As cores avaliadas foram: branca, cinza, verde, amarela, azul, rosa, marrom e preta. Após a aquisição das imagens, essas foram impressas em papel fotográfico e incorporadas a um questionário específico e personalizado. O questionário foi distribuído para crianças de ambos os sexos, nas faixas etárias de 7 a 8 e de 9 a 10 anos, em escolas públicas e privadas (n = 200). O teste de Mann-Whitney foi usado para análise das notas atribuídas a cada imagem, e, para a análise entre os grupos, usou-se a correlação de Spearman. O nível de significância adotado foi de 5%. Resultados: apenas as notas dadas à cor azul apresentaram diferenças estatisticamente significativas entre os estudantes de escolas públicas e privadas. Na comparação entre sexos, os meninos pontuaram melhor as cores cinza e preta, enquanto as meninas pontuaram melhor a cor rosa. Comparando as faixas etárias examinadas, não houve diferença estatística. Conclusão: a cor da máscara facial do tipo Delaire influencia na atratividade estética para crianças de 7 a 10 anos, e a preferência por determinadas cores sofre influencia também do sexo e do tipo de escola (pública ou privada).