Tratamento de mordida aberta anterior com intrusão de molares utilizando mini-implantes como ancoragem

Por Administrador

Edição V12N01 | Ano 2013 | Editorial Caso Clínico | Páginas 96 até 108

Fabricio Pinelli Valarelli, Juliana Shinnae de Justi, Claudia Cristina da Silva, Karina Maria Salvatore de Freitas, Rodrigo Hermont Cançado

Este artigo relata a correção de uma mordida aberta anterior severa, com indicação cirúrgica, em uma jovem com 18 anos de idade. Como a paciente apresentava resistência a intervenções mais invasivas, optou-se por um tratamento conservador. A abordagem utilizada para conseguir um fechamento satisfatório da mordida aberta foi o tratamento ortodôntico convencional, associado à intrusão dos molares superiores. Considerando-se que a mecânica de intrusão provoca efeitos colaterais — dependendo da forma como se realiza a ancoragem e devido à maneira como as forças agem sobre o dente que está sendo intruído e sobre os suportes de ancoragem, que na maioria dos casos são dentes adjacentes —, foram utilizados dois mini-implantes como sistema de ancoragem absoluta. Tal decisão ocorreu para obtenção de um melhor controle da mecânica. Ao final do tratamento, o fechamento da mordida aberta foi alcançado satisfatoriamente, atendendo plenamente às expectativas da paciente e obtendo uma grande melhora estética e funcional.