Movimento ortodôntico depois de tratamento endodôntico, inclusive com perfuração: 30 dias

Por Administrador

Edição V12N01 | Ano 2013 | Editorial Controvérsias na Ortodontia | Páginas 124 até 128

Alberto Consolaro

Um questionamento muito frequente: qual o tempo que se deve esperar para movimentar um dente submetido a tratamento endodôntico, inclusive os de perfuração radicular? A extrapolação dos fenômenos observados em outras regiões da raiz e a fundamentação experimental com base em situações correlatas permitem afirmar que 30 dias correspondem a um período mais do que razoável para o reparo periapical estar em fase avançada de maturação e síntese. As forças ortodônticas são muito leves e dissipantes — muito mais do que o traumatismo dentário, o trauma oclusal e as forças mastigatórias normais —, e não devem interferir na patogenicidade e virulência das microbiotas envolvidas nas necroses e lesões periapicais crônicas, assim como não devem interferir nos fenômenos celulares e teciduais durante a reorganização dos tecidos apicais e periapicais.