Distalizador com ancoragem máxima, eliminando a dependência do paciente. Parte II

Por Administrador

Edição V11N06 | Ano 2012 | Editorial Caso Clínico | Páginas 50 até 60

Fernando Pedrin Carvalho FERREIRA, Renato Rodrigues de ALMEIDA, Marcio Rodrigues de ALMEIDA, Renata Rodrigues de ALMEIDA-PEDRIN, Celina Martins BAJO INSABRALDE, Marcelo Pires PRESTES, Roberto Santana FILHO, Natalia Martins INSABRALDE

Um dos principais efeitos colaterais dos distalizadores intrabucais é a projeção dos dentes anteriores, aumentando, assim, o tempo de tratamento. Esse trabalho tem como objetivo apresentar uma modificação do Pendulum, aparelho para a correção da má oclusão de Classe II de Angle, já consagrado na Ortodontia, promovendo a distalização dos molares, sem ocasionar a perda de ancoragem dos dentes anteriores. A apresentação desse caso clínico evidencia uma Classe II de Angle completa, sendo um tratamento que gera uma grande dificuldade de correção sem extração, ou que depende do paciente usar elásticos. Serão mostradas suas características, vantagens e sua simples confecção.