Ortodontia, Cirurgia e Estética: a importância da abordagem multidisciplinar

Por Administrador

Edição V11N05 | Ano 2012 | Editorial Caso Clínico | Páginas 68 até 77

Ertty Silva, Sérgio Pinho, Fernanda Meloti, João Milki Neto, Cláudio Pinho

Introdução: a má oclusão de Classe II é caracterizada por um inadequado relacionamento maxilomandibular anteroposterior. Essa má oclusão maxilar e/ou mandibular pode ter origem esquelética e/ou dentoalveolar. Para corrigir a má oclusão esquelética de Classe II com retrognatismo mandibular em pacientes adultos, é necessária a realização de cirurgia ortognática, além do tratamento ortodôntico. Assimetrias dentárias, quando associadas a essa má oclusão, devem ser corrigidas no preparo ortodôntico pré-cirúrgico. Objetivo: apresentar um novo método de preparo ortocirúrgico ilustrado por um caso clínico de paciente com má oclusão de Classe II esquelética com retrognatismo mandibular, associada a assimetria dentária inferior. Métodos: miniplacas de titânio foram usadas como ancoragem temporária para obter maior controle durante a movimentação dos dentes nas arcadas dentárias. Resultados: a assimetria dentária inferior foi facilmente corrigida com a mecânica utilizada, em curto período de tempo e sem efeitos colaterais indesejados. Subsequentemente, o avanço mandibular e a mentoplastia foram realizados cirurgicamente. Após a finalização ortodôntica, executou-se a reanatomização dentária. Conclusão: esse caso clínico demonstra a importância das miniplacas e da abordagem multidisciplinar (Ortodontia, Cirurgia e Odontologia Estética) para obter sucesso no resultado final do tratamento.