A recessão gengival em forma de V como manifestação clínica do trauma oclusal

Por Administrador

Edição V11N05 | Ano 2012 | Editorial Controvérsias na Ortodontia | Páginas 130 até 135

Alberto Consolaro

A recessão gengival em forma de V para uma grande parte das escolas mundiais de Odontologia pode estar primária e diretamente relacionada com o trauma oclusal. Em outras escolas, principalmente as escandinavas, os estudiosos consideram que a recessão gengival em forma de V está primária e necessariamente ligada à presença da placa dentobacteriana. No dia a dia clínico, em alguns casos de recessão gengival em forma de V, se tem dificuldade de relacioná-los com a presença da placa dentobacteriana, ao mesmo tempo que se tem os demais sinais de trauma oclusal. Ao eliminar-se o problema oclusal pelo especialista em oclusão, muitas destas recessões diminuem ou desaparecem. Para fundamentar do ponto de vista celular e tecidual o que ocorre no trauma oclusal e, em especial com a recessão gengival em forma de V associada, propusemos discorrer sobre este assunto.