Incidência de tratamento ortodôntico em adultos no período de 2000 a 2010

Por Administrador

Edição V11N04 | Ano 2012 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 82 até 88

Marcelo Kenji Oyamada, Laurindo Furquim

Objetivo: o presente estudo teve como propósito conhecer a porcentagem anual de pacientes adultos com mais de 20 anos de idade que iniciaram o tratamento ortodôntico no período de 2000 a 2010 em diversas regiões do Brasil. Métodos: foram enviadas, para 7.275 endereços eletrônicos de especialistas em Ortodontia cadastrados na Editora Dental Press, mensagens contendo link para um questionário autoadministrado, disponibilizado em uma página da internet para o preenchimento e envio online. Resultados: dos 7.275 endereços eletrônicos, 5.257 receberam a mensagem com sucesso. A taxa de resposta foi de 1,82%, totalizando 96 respondentes.
Os respondentes da região Sudeste compreenderam a maioria, com 59% das respostas; seguidos pelos da região Sul, com 25%; da região Nordeste, com 7%; região Centro-Oeste com 5%; e Norte, com 3%. A mediana de pacientes adultos acima de 20 anos de idade que iniciaram o tratamento ortodôntico passou de 20% do total de casos iniciados em 2000 para 55% em 2010. Conclusão: no período entre 2000 e 2010, foi observada uma inversão do perfil de pacientes que iniciaram o tratamento ortodôntico; antes composto por crianças e adolescentes, em sua maioria, tornou-se uma população ortodôntica predominantemente adulta.