A variação de cálcio, amilase, glicose, proteínas totais, fluxo, pH e capacidade de tamponamento da saliva de pacientes em tratamento ortodôntico interceptativo

Por Administrador

Edição V11N02 | Ano 2012 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 96 até 100

Julliane Salgado Ribeiro, Giovanna Simião Ferreira, João Armando Brancher, Sérgio Aparecido Ignácio, Elisa Souza Camargo

Objetivo: avaliar e comparar as características da variação do fluxo, capacidade de tamponamento, pH, amilase, proteínas totais, glicose e cálcio da saliva de indivíduos que se encontram em tratamento ortodôntico com aparelhos removíveis e em indivíduos sem aparelho. Métodos: para tanto, foi coletada amostra de saliva de 50 indivíduos divididos em dois grupos: experimental, composto de usuários de aparelho ortodôntico removível (n=25); e controle, sem qualquer tipo de aparelho ortodôntico (n=25). Foram realizados os testes salivares de sialometria, pH, capacidade de tamponamento salivar, concentração de proteínas totais, atividade da amilase salivar, cálcio e glicose em todas as amostras de saliva. Resultados: após isso, foi realizada a análise estatística e aplicado o teste de normalidade visando comparar se todas as variáveis acusaram distribuição normal. Para as variáveis cálcio, glicose, proteína e amilase, foi utilizado o teste U de Mann-Whitney, e para as demais variáveis utilizou-se o teste t de Student. Foi encontrado aumento na concentração de amilase e cálcio e diminuição na concentração de glicose e proteína no grupo experimental quando comparado com o grupo controle, porém não estatisticamente significativos. Conclusão: o aparelho ortodôntico removível não ocasiona modificações na composição salivar.