Má oclusão de Classe II, Divisão 1: avaliação longitudinal pós-contenção

Por Administrador

Edição V11N02 | Ano 2012 | Editorial Caso Clínico | Páginas 58 até 67

Carolina Baratieri, Matheus Alves Junior, José Nelson Mucha, Ana Maria Bolognese, Margareth Maria Gomes de Souza

Intervir na má oclusão de Classe II, Divisão 1, durante o período de crescimento puberal torna possível a correção, ou a melhora, do problema esquelético geralmente associado. Esse relato apresenta o acompanhamento longitudinal de um paciente com má oclusão de Classe II, Divisão 1, tratado durante período de crescimento. Aparelho extrabucal foi utilizado para a correção da Classe II, seguido de terapia ortodôntica fixa total, sem extrações dentárias. Ao final do tratamento, oclusão ideal, com função adequada e estética agradável, foi atingida. A avaliação em longo prazo (19 anos após tratamento) mostrou estabilidade funcional e oclusal, achatamento do perfil e leves alterações dentárias.