Histórico de traumatismo dentoalveolar e movimentação ortodôntica: uma relação perigosa?

Por Administrador

Edição V11N02 | Ano 2012 | Editorial Caso Clínico | Páginas 102 até 115

Mauro Carlos Agner Busato, Alex Luiz Pozzobon Pereira, Priscilla do Monte Ribeiro Busato, Kathleen Strapasson Bordiga, Marcos Rogério de Mendonça

O traumatismo dentoalveolar é uma ocorrência cada vez mais comum na população em geral e está relacionado, na maioria das vezes à violência no trânsito, violência urbana e à prática esportiva. Esse aspecto, por conseguinte, tem aumentado sobremaneira o número de pacientes que procuram o tratamento ortodôntico e que relatam ter passado por algum episódio de trauma em seus dentes. Dentro desse contexto, muitas questões surgem com relação ao manejo de dentes com histórico de traumatismo dentoalveolar. Do ponto de vista histológico, quais as diferenças em movimentar-se um dente com histórico de trauma? O fato de um dente ter sido traumatizado pode influenciar no planejamento e no tratamento ortodôntico? E o protocolo das ativações do aparelho deveria ser alterado? O objetivo desse trabalho é apresentar uma breve revisão de literatura, bem como dois casos clínicos de pacientes que sofreram trauma dentário prévio à movimentação ortodôntica, no sentido de gerar subsídios técnicos e científicos para o especialista em Ortodontia, de modo que busque conhecer as implicações e limitações em movimentar dentes traumatizados.