Expansão maxilar rápida X Expansão maxilar lenta: considerações clínicas

Por Administrador

Edição V10N03 | Ano 2011 | Editorial Artigo | Páginas 76 até 80

Gerson Luiz Ulema Ribeiro, Juliana da Silva Pereira, Arno Locks, Carla D’Agostini Derech, Roberto Rocha, Orlando M, Tanaka

A recuperação da discrepância transversal da maxila mostra-se indispensável para o tratamento adequado de diversos tipos de má oclusão. Diferentes aparelhos expansores têm sido descritos na literatura com a finalidade de expandir a maxila, sendo que esses podem resultar em expansão maxilar lenta (EML) ou rápida (EMR). O objetivo deste trabalho é discutir as considerações clínicas da EML e da EMR. Os dois pacientes avaliados utilizaram expansor fixo como preconizado por Haas, porém, foram submetidos a diferentes protocolos de ativação. Apesar das diferenças clínicas apresentadas, tanto a EMR quanto a EML mostraram-se eficientes na correção da mordida cruzada posterior na dentição mista.