Tratamento da mordida aberta anterior e reeducação do pressionamento lingual atípico com esporões linguais ou grade palatina

Por Administrador

Edição V08N06 | Ano 2009 | Editorial Artigo | Páginas 72 até 86

Ana Carolina Lima Passos Coelho Medeiros, Francisco Ferreira Nogueira, Cláudio Renato de Souza Vieira, Sérgio M, M, de Oliveira Penido

O presente trabalho discorre sobre a mordida aberta anterior, abordando etiologias, diagnóstico e o tratamento com os esporões linguais ou a grade palatina. É possível tratar os efeitos deletérios da ação lingual durante o repouso, deglutição e fonação com aparelhos impedidores, como os esporões linguais ou a grade palatina. Esses dispositivos obrigam a língua a adotar função normal tanto na deglutição como em repouso. Os esporões linguais colados Nogueira® proporcionam mais conforto ao paciente, menor custo e maior agilidade no tratamento. Os casos clínicos apresentados ilustram protocolos de tratamento com os esporões linguais ou a grade palatina para o pressionamento lingual atípico e a mordida aberta anterior.