Fio termoelástico de NiTi: alternativa para a distalização de molares superiores

Por Administrador

Edição V08N06 | Ano 2009 | Editorial Dica Clínica | Páginas 15 até 19

Fábio Franciscatto, José Eduardo Prado de Souza, Pedro Andrade Júnior

O objetivo do presente artigo é ilustrar a distalização de molares superiores utilizando fio termoelástico de níquel-titânio 0,019’’ x 0,025’’, da marca GAC, enfatizando a simplicidade da técnica. O tempo despendido para distalizar os molares superiores foi de seis meses, corrigindo a má oclusão de Classe II com efetividade, apesar da pouca cooperação do paciente.