Prevenção da impacção de caninos permanentes inferiores: relato de caso

Por Administrador

Edição V08N04 | Ano 2009 | Editorial Artigo | Páginas 68 até 74

Flávia Destri Tefili, Andresa Nolla de Matos Furtado

O presente trabalho aborda um tema pouco explorado na literatura, a impacção de caninos inferiores permanentes, ilustrando o acompanhamento longitudinal de um caso clínico. O tratamento do canino inferior impactado é bastante complexo, envolvendo diferentes condutas, inclusive a sua extração. Logo, a prevenção de tal possibilidade constitui-se de extrema importância. Como meios preventivos, têm-se o diagnóstico e a intervenção precoce. O diagnóstico precoce permite a opção pela conduta terapêutica interceptora, prevenindo a impacção do canino permanente e suas consequências. A intervenção precoce pode economizar do paciente tempo, custos, tratamentos mais complexos e injúrias a qualquer outro dente saudável.