Apicotomia: alternativa cirúrgico-ortodôntica no tratamento de caninos resistentes à tração ortodôntica

Por Administrador

Edição V08N04 | Ano 2009 | Editorial Artigo | Páginas 48 até 53

Mariana Maciel Tinano, José Luiz Tarsia Zeferino, Larissa de Paula Marques, Hélio Henrique de Araújo Brito, Heloísio de Rezende Leite

Os caninos superiores apresentam um longo período de desenvolvimento intraósseo e um longo caminho de irrupção até a cavidade bucal. Eles são os últimos dentes a entrar no arco dentário, e o seu extenso tempo de rizogênese aumenta a possibilidade de ocorrência de irrupção ectópica e impacção. A exposição cirúrgica associada a aparelhos ortodônticos para tracionamento, e/ou as extrações dentárias, são as principais formas de tratamento dos caninos impactados. Entretanto, as extrações devem ser limitadas aos casos de dentes anquilosados, com reabsorção radicular interna ou externa, alterações patológicas e caninos localizados de tal forma que sua movimentação comprometa os dentes adjacentes. Nos casos de suspeita de anquilose apical e/ou dilaceração radicular apical, a cirurgia de apicotomia representa uma alternativa de tratamento. Nesse artigo são apresentados dois casos clínicos, em que a técnica de apicotomia foi realizada para viabilizar o tracionamento e o correto posicionamento dos caninos.