Má oclusão Classe II, divisão 1, associada à mordida aberta: alternativa para o tratamento em pacientes jovens

Por Administrador

Edição V08N01 | Ano 2009 | Editorial Artigo | Páginas 91 até 101

Ricardo Fabris Paulin, Paulo Roberto dos Santos-Pinto, Luiz Gonzaga Gandini Junior, Ary dos Santos-Pinto, Grasielle Silveira Tavares Paulin

Dentre a população do estado de São Paulo, com idades entre 7 e 12 anos, 42% possuem má oclusão Classe II, divisão 1. Essa má oclusão é definida como uma relação de mésio-oclusão molar superior ou disto-oclusão molar inferior. O presente artigo exemplifica a utilização do aparelho de Thurow modificado como alternativa no tratamento da má oclusão Classe II, divisão 1, associada à mordida aberta anterior em pacientes jovens. Resultados mais previsíveis são obtidos com idade cronológica entre 7 e 12 anos, má oclusão Classe II, divisão 1, com padrão vertical e mordida aberta anterior. O aparelho de Thurow modificado é aplicado com tração alta e direção de tração para cima e para trás, força de 400 gramas e 14 horas por dia. O emprego do aparelho de forma satisfatória proporciona uma adequação do terço inferior da face e correto posicionamento maxilomandibular.