Transposição dentária: relato de caso

Por Administrador

Edição V08N01 | Ano 2009 | Editorial Artigo | Páginas 82 até 89

Carla Maria Melleiro Gimenez, Ricardo Alexandre Lessi Junior, André Pinheiro Magalhães Bertoz, Juliana Kina, Eduardo César Almada Santos, Francisco Antonio Bertoz

A transposição dentária é uma anomalia incomum, sendo descrita como a troca de posições entre dois dentes dentro do mesmo quadrante do arco dentário. O tipo de transposição mais comum ocorre entre caninos e primeiros pré-molares superiores permanentes, seguido da troca entre caninos e incisivos laterais superiores permanentes. Os casos unilaterais ocorrem mais freqüentemente. Sua prevalência é compreendida entre 0,135 e 0,510% da população. Sua etiologia é desconhecida, porém parece ter influências genéticas e também de fatores ambientais, tais como retenção prolongada de dentes decíduos e também traumatismos. Este trabalho tem o objetivo de relatar um caso raro de transposição dentária entre pré-molares superiores. A paciente A.P.P., leucoderma, 23 anos, buscou tratamento ortodôntico com a queixa de estar incomodada por seu primeiro pré-molar superior (14) situar-se por vestibular do segundo pré-molar superior (15). Observou-se uma relação de ¼ de Classe II no segmento posterior (molares, pré-molares e caninos) e desvio de linha média no segmento anterior, embora tenha sido notado um padrão facial tipo I. Optou-se por um tratamento ortodôntico corretivo, indicando a extração dos quatro primeiros pré-molares, mecânica de Classe II, fechamento dos espaços e correção da linha média. Foram obtidos resultados satisfatórios, devolvendo a função e a estética à paciente.