Reinaldo Mazzottini

Por Administrador

Edição V07N03 | Ano 2008 | Editorial Entrevista | Páginas 48 até 56

Leopoldino Capelozza Filho

Dez anos depois do ano marcado na história pelos movimentos revolucionários desencadeados por jovens que pretendiam mudar o mundo, um movimento que iria mudar o futuro de jovens portadores de discrepâncias dentofaciais começava em Bauru. No Centrinho, jovens profissionais sentiam a frustração de não poder resolver os problemas de más oclusões provocadas pelas fissuras, distúrbios de crescimento facial e seqüelas das cirurgias. Era preciso revolucionar o protocolo, incluindo as novas perspectivas que a cirurgia ortognática poderia prover. Amparados pelo apoio do chefe, Dr. Gastão (Prof. Dr. José Alberto de Souza Freitas), orientados pelo Dr. Antenor Araujo, uma estratégia foi montada para tornar isso possível. O caminho era buscar apoio no serviço de cirurgia ortognática, de onde o Dr. Antenor acabava de regressar, depois de finalizar seu programa de formação.