O “coração” é o bom relacionamento

Por Administrador

Edição V07N02 | Ano 2008 | Editorial Ortodontia Forense | Páginas 46 até 47

Beatriz Helena Sottile França

Evidentemente, todo profissional, no exercício de sua profissão, tem deveres a serem cumpridos. Assim, também, o cirurgião-dentista, pois o seu diploma não lhe confere um mandato acima das normas da sociedade, ao contrário, impõe-lhe regras de conduta, fiscalizadas pelo seu órgão de classe, e o cumprimento obrigatório de normas específicas, pré-estabelecidas por lei. Assim, não basta ao profissional somente a aplicação dos conhecimentos técnicos e científicos atualizados, preconizados pela ciência e aceitos pela comunidade científica, exige-se deste certos cuidados imprescindíveis para que a relação que se estabelece entre ele e seu paciente se mantenha, do início ao fim, no mais alto grau de respeitabilidade, para que conflitos indesejáveis, que possam por em risco a relação, sejam evitados.