Aparelho Fixo Parcial 4 x 2 na dentadura mista: quantas indicações!

Por Administrador

Edição V07N01 | Ano 2008 | Editorial Artigo | Páginas 64 até 80

Camilo Massa, Bruno Albuquerque, Sandra Fausta

A grande maioria das más oclusões apresenta manifestações na dentadura mista. O diagnóstico precoce compreende conceito amplamente difundido na especialidade. Já a idéia do tratamento precoce é bastante controversa na literatura. A dentadura mista é, reconhecidamente, uma boa época para se interceptar problemas que interferem no correto crescimento e desenvolvimento do complexo dento-maxilar ou provoquem alteração na guia de erupção dos dentes permanentes. Dentre os procedimentos interceptativos, o aparelho fixo parcial 4 x 2 apresenta um grande leque de aplicações nessa fase, desde que indicado em situações criteriosamente selecionadas. A abertura de espaço para o tracionamento de dentes anteriores inclusos, bem como a projeção dos incisivos superiores, prévio ao avanço ortopédico em má oclusão de Classe II, divisão 2 por deficiência mandibular constituem indicações precisas para o uso dessa aparatologia. O objetivo deste trabalho é citar as situações em que deve ser evitada a mecânica 4 x 2 e apresentar diversas indicações clínicas desta terapia, ilustrando sua eficácia com casos tratados.