Utilização do aparelho tipo Expander para correção das atresias maxilares

Por Administrador

Edição V06N05 | Ano 2007 | Editorial Artigo | Páginas 69 até 75

Pedro Andrade Júnior e José Eduardo Prado de Souza

A correção das más oclusões da dentadura mista tem sido uma das grandes preocupações dos ortodontistas. A presença de uma má oclusão no primeiro período transitório e período intertransitório foi observada em 89% das oclusões, segundo Martins et al.26 A abordagem terapêutica dividida em duas fases21 (interceptativa/corretiva) proporciona ao profissional um melhor resultado de correção destas más oclusões, principalmente das atresias maxilares, onde os efeitos da correção são incorporados ao crescimento craniofacial na dentadura mista, tendo ainda um longo período até ser completado na dentadura permanente27,28. A permanência destas atresias por um longo período promove uma adaptação dentária, esquelética e neuromuscular, provocando uma constrição dos arcos dentários e a mordida cruzada5.