Percepção do desvio da linha média dentária superior na estética do sorriso

Por Administrador

Edição V06N04 | Ano 2007 | Editorial Artigo | Páginas 58 até 63

Daniela Feu, Jonas Capelli Júnior, Fabíola Boff de Andrade, Ana Paula Camata, Antônio Augusto Gomes

Este estudo analisou a percepção de 80 profissionais de Odontologia e 80 indivíduos leigos para a presença de desvios entre a linha média dentária e o lábio superior. A fotografia de uma mulher jovem sorrindo foi digitalmente modificada, produzindo desvios de 2mm e 4mm da linha média maxilar para a direita em relação ao lábio superior. Foi solicitado que os indivíduos escolhessem a foto mais agradável e, depois disso, o entrevistador questionava o indivíduo para verificar se o mesmo sabia o que estava sendo alterado na seqüência de fotos, ou seja, se identificava o problema de desvio da linha média. Os resultados mostraram que os ortodontistas tiveram maior percepção para os desvios de 2mm na linha média (p:0,000) em relação aos demais grupos de dentistas estudados, e a percepção de desvios de 4mm foi uniforme para leigos e dentistas. A identificação do problema do desvio de linha média foi significativamente superior no grupo dos ortodontistas em relação aos demais grupos de dentistas estudados (p=0,000), e foi semelhante dentre esses grupos, não havendo diferença significativa (p=0,3). Foi evidenciada também uma identificação do problema significativamente superior no grupo de dentistas em relação ao grupo de leigos (p=0,000). Concluiu-se, portanto, que os ortodontistas foram mais perceptivos em relação aos desvios de linha média que os demais dentistas estudados e que os leigos; e que os dentistas de todos os grupos foram mais perceptivos que os leigos.