ODONTOLOGIA: OBRIGAÇÃO DE MEIO

Por Administrador

Edição V06N04 | Ano 2007 | Editorial Ortodontia Forense | Páginas 36 até 37

Beatriz Helena Sottile França

A obrigação de meio é aquela em que o profissional se compromete em ser diligente, fazer o melhor possível dentro do que preconiza a ciência e de acordo com as necessidades e possibilidades que o organismo de seu paciente permite, sem se comprometer com o resultado. Como pode um profissional da Odontologia garantir o resultado a um paciente, se inúmeros fatores são aleatórios à sua vontade? Um tratamento odontológico raramente se faz em uma única consulta. Depende de inúmeras idas e vindas do paciente, depende, e muito, da cooperação deste em cumprir as orientações dadas pelo profissional. Já de início, estes são fatores que interferem profundamente no tratamento e que independem da vontade do cirurgião-dentista. Sem colaboração, o tratamento corre o risco de não chegar a um ideal desejado.