Corticotomias seletivas no osso alveolar para auxiliar a movimentação ortodôntica

Por Administrador

Edição V06N03 | Ano 2007 | Editorial Artigo | Páginas 66 até 72

Dauro Douglas Oliveira, Ana Maria Bolognese, Margareth Maria Gomes de Souza

O movimento ortodôntico só é possível devido à grande capacidade de remodelação do tecido ósseo. Diversos procedimentos laboratoriais conseguiram potencializar a movimentação ortodôntica, em animais, aumentando o ciclo de remodelação óssea, seja por alterações hormonais, seja pela introdução de substâncias químicas. Entretanto, devido aos seus possíveis efeitos colaterais, essas abordagens não alcançaram aplicação clínica rotineira em humanos. Por outro lado, a realização de corticotomias seletivas no osso alveolar, antes do início da movimentação dentária, apresentou-se como alternativa para tornar mais eficiente a resposta biológica óssea ao estímulo mecânico causado pelos aparelhos ortodônticos, sem a ocorrência de efeitos sistêmicos indesejáveis. Com o intuito de contribuir para o melhor entendimento do tema, os autores revisaram a literatura atual, esclarecendo as possíveis aplicações clínicas da associação movimento ortodôntico-corticotomia. Por fim, os processos biológicos que justificariam o emprego dessa combinação terapêutica, em determinados casos, foram abordados.