Júlio de Araújo Gurgel. Qual a seqüência de fios ortodônticos mais favorável ao tratamento ortodôntico?

Por Administrador

Edição V05N06 | Ano 2006 | Editorial Pergunte a um Expert | Páginas 13 até 20

Rosely Suguino

A cronologia dos fios ortodônticos apresenta constante busca pelo duplo benefício entre a eficácia e o custo. O fio de aço inoxidável substituiu o dispendioso fio confeccionado de ligas nobres, contudo esta vantagem sobre o custo do material exibiu o contraponto da alta rigidez do aço, geradora de altas cargas mediante pequenas deflexões. Posteriormente, incluíram-se diferentes ligas metálicas na fabricação de fios ortodônticos, sempre em busca da redução na relação entre a carga e a deflexão. As ligas de titânio contribuíram para a substituição do aço inoxidável em momentos em que não exige-se tanta rigidez do material10. O aprimoramento científico da biomecânica tem, constantemente, melhorado os parâmetros da movimentação dentária induzida. Dentre os fatores estudados, encontra-se a seleção da liga metálica dos fios ortodônticos. De um modo geral, o tratamento ortodôntico com aparelho fixo prioriza, inicialmente, a flexibilidade para o alinhamento, em uma fase intermediária ocorre o detalhamento de dobras para os movimentos individualizados e na finalização emprega-se o fio de maior diâmetro, por ser mais rígido, prestando-se para o fechamento de espaços e leitura da prescrição dos acessórios.