Forças intermitentes podem ser convenientes no tratamento ortodôntico

Por Administrador

Edição V05N05 | Ano 2006 | Editorial Controvérsias na Ortodontia | Páginas 109 até 111

Alberto Consolaro

Interromper a ação de uma força ortodôntica contínua e dissipante para novamente aplicá-la nos mesmos dentes, depois de um período de tempo, pode ser necessário e/ou inevitável, mas também pode ser optativo. Em casos de traumatismos, quebras de aparelhos fixos, descolagem e outros tipos de acidentes é inevitável que por, pelo menos, alguns minutos, horas ou até dias ocorra a interrupção da força contínua, constante ou dissipante. Em casos de problemas periodontais, alterações endodônticas, fraturas coronárias e outras situações, em que para o profissional atuar deve-se remover o aparelho ou desativar a força aplicada, a interrupção é necessária.