A importância da proteção ocular no consultório ortodôntico

Por Administrador

Edição V05N04 | Ano 2006 | Editorial Artigo | Páginas 69 até 74

Clarissa Ferreira Kantz, Cristiane Canavarro Rodrigues Martins, José Augusto Mendes Miguel

Desde o início da década de 80, quando foram identificados os primeiros casos de AIDS e descobriu-se que a doença poderia ser transmitida em consultório odontológico, os profissionais da área vêm mudando radicalmente suas atitudes em relação ao controle de infecções. No entanto, é possível constatar que, nos dias atuais, a freqüência de utilização das medidas de proteção pelos ortodontistas ainda é baixa, se comparada aos dentistas de outras especialidades. Principalmente no que diz respeito à proteção ocular, o descuido é ainda maior, fato que tem levado a sérios danos oculares e à transmissão de infecções, seguidos, muitas vezes, de processos na justiça. Esse artigo pretende ressaltar a importância do uso de protetores oculares por toda a equipe odontológica e pacientes durante o atendimento ortodôntico, com o intuito de prevenir acidentes desagradáveis e possíveis ações judiciais.