O Aparelho de Protração Mandibular no fechamento dos espaços dos primeiros molares permanentes ausentes em adultos

Por Administrador

Edição V05N03 | Ano 2006 | Editorial Artigo | Páginas 82 até 93

Carlos Martins Coelho Filho, Larry W, White, Fabio Oliveira Coelho

A crescente tendência de pacientes adultos procurarem tratamento ortodôntico coincide com a detecção bastante freqüente de más oclusões mutiladas por ausência dos primeiros molares inferiores. Isto gera a necessidade da decisão, por parte do profissional, entre fechar os espaços existentes ortodonticamente ou preenchê-los proteticamente. Enquanto a opção ortodôntica apresenta o risco de resultados comprometidos por inclinação lingual dos incisivos inferiores, a opção protética com a utilização de pontes fixas ou implantes apresenta a desvantagem do envolvimento de dentes vizinhos, da utilização de elementos artificiais e de custos elevados. O Aparelho de Protração Mandibular tem sido usado com freqüência na resolução de tais casos, constituindo uma solução segura, de resultados previsíveis e custo reduzido, já que seu emprego está integrado ao tratamento ortodôntico que geralmente se faz necessário para atender outros aspectos da má oclusão.