Encaminhando o paciente para outros profissionais

Por Administrador

Edição V04N05 | Ano 2005 | Editorial Ortodontia Forense | Páginas 44 até 45

Beatriz Helena Sottile França

Inúmeros têm sido os questionamentos a respeito do encaminhamento do paciente a outros profissionais durante a realização do tratamento ortodôntico. O cuidado que se deve ter, sempre quando se encaminha o paciente para o colega, inicia já na redação da solicitação. Não é de bom tom solicitar do colega a realização de um procedimento odontológico, tal como: ”… para tratamento endodôntico do dente tal”, ou “… para a realização de cirurgia de…”. Quando se encaminha o paciente a um especialista, deve-se ter o cuidado de deixar para este a decisão da conduta a ser tomada. Melhor, então, solicitar “os seus serviços especializados” ou para a “sua avaliação e conduta”. Quando se encaminha o paciente solicitando o procedimento, pode-se dar margem a um conflito de diagnósticos e conseqüentemente de opiniões sobre o procedimento. Se há alguma dúvida, procure o colega para os devidos esclarecimentos.