A individualização de torque para os caninos no aparelho pré-ajustado

Por Administrador

Edição V03N05 | Ano 2004 | Editorial Artigo | Páginas 39 até 55

Reginaldo César Zanelato, Ademir Tadeu Grossi, Sáverio Mandetta, Marco Antonio Scanavini

A grande maioria das prescrições de braquetes é derivada das oclusões naturais ou da experiência clínica dos autores, onde a angulação e a inclinação dos dentes são obtidas dos valores médios encontrados nas pesquisas. Estas recomendações de torque são adequadas na grande maioria dos casos, no entanto, esses valores podem ser influenciados por algumas variáveis, tais como: a forma do arco dentário; a morfologia da face vestibular; a posição vertical do braquete na face vestibular e a posição de irrupção dentária. O objetivo deste artigo é discutir a importância do perfeito posicionamento dos caninos no final do tratamento ortodôntico e identificar os casos onde temos que realizar algumas compensações de torque, quando se utiliza o aparelho pré-ajustado.