Avaliando o procedimento da expansão rápida da maxila através da tomografia computadorizada helicoidal

Por Administrador

Edição V03N04 | Ano 2004 | Editorial Artigo | Páginas 76 até 87

Susana Maria Deon Rizzatto, Guilherme Thiesen, Marcus Vinicius N, N, Rego, Ernani Menezes Marchioro, Luciane Macedo de Menezes, João Rubião Hoefel, José Francisco Vieira

Este artigo tem como objetivo avaliar, por meio de imagens obtidas em tomógrafo computadorizado helicoidal, as alterações transversais ocorridas durante a expansão rápida da maxila com o uso do disjuntor de Haas modificado, em um paciente na dentadura mista, comparando ainda estes achados com aqueles obtidos pelos métodos convencionais de tomadas radiográficas. Através dos resultados observados pelas imagens tomográficas com reconstrução 3D, constatou-se que a sobrecorreção da expansão constitui uma atitude clínica de bom senso, visto que a amplitude real de abertura da sutura intermaxilar é menor quando comparada ao grau de abertura observado nas imagens radiográficas convencionais.