Tratamento da Classe III esquelética causada por deficiência maxilar ântero-posterior

Por Administrador

Edição V02N06 | Ano 2003 | Editorial Artigo | Páginas 82 até 90

José Augusto Mendes Miguel, Marco Abdo Gravina, Ricardo Lopes da Cruz, Cátia Cardoso Abdo Quintão

No presente artigo, foi relatado um caso clínico de uma paciente do gênero feminino, inicialmente, com 24 anos e 5 meses de idade, portadora de uma má oclusão esquelética de Classe III causada por deficiência maxilar ântero-posterior e de agenesia do incisivo 31, na qual foi realizado tratamento integrado entre a Ortodontia e a Cirurgia Ortognática. São discutidos os aspectos relacionados ao diagnóstico diferencial da displasia esquelética, bem como os procedimentos ortodônticos e técnica cirúrgica de escolha. Optou-se pelo reposicionamento anterior da maxila para a obtenção dos resultados estéticos-funcionais mais satisfatórios.