Odontologia: obrigação de resultado. Por quê?

Por Administrador

Edição V02N06 | Ano 2003 | Editorial Ortodontia Forense | Páginas 22 até 23

Beatriz Helena Sottile França

Respaldados nos avanços técnicos e científicos da ciência odontológica, os seus doutrinadores vêm afirmando que os cirurgiões-dentistas possuem condições de garantir resultados positivos na maioria dos tratamentos1, 2, 3. Estas afirmações têm gerado para o profissional da Odontologia o entendimento de que a natureza de sua obrigação não pode ser outra senão a de resultado.