Interceptação das más oclusões de Classe III: relato de caso

Por Administrador

Edição V02N05 | Ano 2003 | Editorial Artigo | Páginas 31 até 46

Angélica Bernardino Garcia Tabosa, Luiz Garcia

A paciente S.F., sexo feminino, 7 anos e 8 meses estava dentro da faixa etária satisfatória para o início de uma intervenção, apresentando uma má oclusão de Classe III. Durante o período de tratamento, que foi de 1985 a 1993, foram utilizados mentoneira, máscara facial, aparelhos funcionais e aparelhos associados. Com base na revisão da literatura, e em comparação com os dados encontrados, concluiu-se que a metodologia empregada está de acordo com a maioria dos autores estudados. A idade precoce, a colaboração do paciente e o padrão facial, muito contribuem para o sucesso de um tratamento. Cabe ao ortodontista, após o diagnóstico, indicar a terapêutica adequada e empregar os aparelhos de acordo com a ação de cada um deles.