Uma guerra quase particular

Por Administrador

Edição V02N01 | Ano 2003 | Editorial Editorial | Páginas 3 até 3

No exato momento em que editávamos essa edição da Revista Clínica, o mundo vivia um período de incertezas com o início de (mais) uma guerra entre os Estados Unidos e o Iraque. Convivendo com essa atividade bélica, nosso cotidiano fica estabelecido entre o acompanhamento das notícias e a necessidade de continuar a rotina de nosso consultório. Logicamente que, embora ainda esteja no começo, essa guerra já nos causou diversas alterações financeiras e comportamentais. Financeiras, pois qualquer aumento de produtos tem a desculpa perfeita para acontecer. Comportamentais já que estamos nos relacionando num momento de crise, numa situação cujas expectativas de paz são pouco promissoras e isso nos conduz a sentimentos desagradáveis como o medo e a insegurança.